09/04/2015

Radicalizando - Parte I

Hoje eu estou muito radical.Tão radical que resolvi fazer meu segundo furo na orelha! (Rock'n Roll Baby!!)

Olha que orelha bonitinha que eu tenho. Doeu? Na verdade eu tenho uma resistência muito boa para dor, me senti mais "grampeada" do que dolorida. Na hora dá uma ardência, mas agora tá tudo certo, só cuidar para não inflamar!

Falando em coisas radicais (Tá bom!!!! Fazer um segundo furo na orelha quando se tem 28 anos não é tããããoooo Radical assim!) o post de hoje será sobre radicalizar!

Achei um significado muito legal para a palavra Radical que é :

Que exige destreza, perícia e/ou coragem.



Eu pulei de uma torre! Isso é legal e precisei de muita coragem!

Eu também salvei uma pessoa de um afogamento, é bem verdade que meses depois eu pensei "Por que Deus, eu salvei esse ser?!?" Mas na hora precisei de destreza e perícia (habilidade) ...logo... radicalizei também!

Eu cortei meu cabelo bem curtinho um dia antes da minha formatura de 8a série (nono ano para as mais novinhas, último do fundamental para as mais velhinhas). Todo mundo se assustou com a nova Juliana-Indo-Para-O-Colegial. Mas também precisei de coragem.

Pensando Nisso! Quero fazer um post com a participação de vocês como fiz no Coisas Que Toda Garota Deve Saber - Parte II. Desta vez quero fazer algo ainda melhor, com a fotinho do perfil de quem participar e tudo mais. Vou aprimorar esse tipo de post! Adoro ter a participação de vocês aqui!

Então Tá! Quem quiser participar, comente aqui neste post:

 "O que você fez de mais radical na sua vida?"


Pode ser algum esporte radical, mas também pode ser alguma atitude que você acredita que precisou de muita coragem ou habilidade para realizar. Terminar com um namorado possessivo. desistir de uma amizade ou ir atrás de uma amizade, dar um duplo twist carpado, fazer o segundo furo na orelha (ou o primeiro!). Vai do seu sentimento!

A segunda parte deste post eu vou colocar no ar dia 4 de maio. Vou adorar saber as respostas de vocês.

Ps: Quem quiser responder e não quiser participar, é só colocar no comentário "JuJu, não quero aparecer no próximo post!" Sua vontade será respeitada! Mas vamos participar Amorecos!!!

(Gente, meus posts estão super coloridos, eu estou nesta fase de muita cor, espero que vocês não estejam achando "O CARNAVAL"! rsrsrs)
13 comentários:
  1. Olha, respondendo a sua pergunta lá do meu blog ahahahah, sim , eu tenho muitos livros da Meg Cabot, mas cara, ela é um gênio *_*

    O que você fez mais de radical na sua vida? É um pouco díficil escolher, porque no último ano, várias decisões minhas foram doidasrs.Eu moro em SP e viajei para RJ para ver meu namorado que mora lá( foi minha primeira viagem sozinha,ahahahah), sem contar que fui noiva, mas percebi que eu não queria aquilo naquele momento e daí eu larguei tudo.Isso é ser radical? ahahahaha

    E ah,. AMEI esse post. sério. muito interativo ahahahah :)

    beeijos

    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Menina, eu adorei o post!
    Adoro este tom despojado que você tem de escrever.

    Respondendo à sua pergunta:

    Eu sou uma pessoa que estou em processo de me tornar radical. Para mim, isto não é algo muito fácil, porque me falta coragem. Sou deste tipo de pessoa que coloca todos os aspectos no papel e, às vezes, a lista dos contras é maior do que a dos prós - o que me faz desistir. Eu sei, isso tem um nome: autossabotagem.

    Depois de muito tempo pensando sobre o assunto, resolvi que 2015 seria o ano de dar a cara para bater e viver o "ser radical". E aqui estou eu!
    Como eu sou radical hoje? Fazendo o que eu realmente quero e não o que os outros esperam de mim. Gastando o meu dinheiro com os meus sonhos, não apenas com as contas a pagar.

    De qualquer maneira, tive um momento muito radical quando deixei um emprego em que tinha estabilidade, para ir trabalhar em uma escola que passava por uma crise financeira só porque sabia que ali faria a diferença. E também fui muito radical academicamente, porque sempre propunha temas que as pessoas não acreditavam e que, no fim, davam certo e eram sucesso. Neste sentido, sempre tive a destreza e a perícia da sua definição de "radical".

    Agora é focar para os sonhos não morrem!

    Beijos e queijos :*


    Algumas Observações
    Minhas Literariedades
    Teoria, Prática e Aprendizado

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post, fazer segundo furo é beeem radical. haha :)
    Eu fiquei pensando por alguns minutos a coisa mais radical que eu já fiz e acho que foi cortar meu próprio cabelo, ele tava metade enrolado e metade liso e eu fui no banheiro e simplesmente comecei a cortar igual uma louca até ter ele totalmente enrolado, foi bem louco e agora meu cabelo está com um corte feito por mim mesma, mas eu gostei e achei bem radical. kkk e uma coisa não muito radical e sim perigosa foi que eu deixe minha amiga fazer segundo furo em mim enquanto ela estava em efeitos de drogas, pelo menos o furo ficou certo. kk
    http://corujasemasas.blogspot.com.br/
    Beijos. <3

    ResponderExcluir
  4. Amei demais esse post. Eu estava pensando esses dias em fazer um segundo furo, talvez 3 (mais radical que você, veja só haha) até saí pesquisando inspirações na internet e enchendo o celular do meu namorado (via whats) de fotos de orelhas alheias mas por falta de coragem acabei deixando pra lá, mas agora você me incentivou! Vou furar o/

    Então, apesar de querer contar várias histórias (porque sou muito insana e já fiz varias coisas radicais) vou contar apenas duas. Primeira coisa: Já andei em uma banana aquática, pra quem não sabe, é uma banana amarrada por uma corta a uma lancha, o piloto da lancha leva a banana lá pro fundo do mar e depois ele dá uma arrancada na lancha então a banana vira e todo mundo caí (pois é!) dai um salva-vidas que vai em cima na lancha, nos ajuda a subir pra banana de novo e lá vamos nós pra próxima queda. Passei uma semana fechando e olho e vendo só água kkkk Mas foi íncrivel! E a segunda coisa foi que quando eu era menor, fiz alguma aposta com minha prima (não lembro qual foi a aposta) mas quem perdesse ia ter que andar na rua com o sutiã em cima da blusa. Advinha quem perdeu? Mas não paguei mico sozinha, obriguei ela a vestir a blusa dela pelo avesso kkkk, sinto muita vergonha quando lembro.

    Beijos Ju!! http://sonhosdegiz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. JUjuuuulinda adorei essa postagem! Ficou lindo seu furo e não, eu não sabia que seus primos te chamam assim hheehehehhe foi um apelido carinhoso :)
    derreto chocolate bem no microondas e depoiss vamos para a pia de marmore bater o chocolate hehehe é mt legal, de verdade :D
    opa rsrs verdade!
    Meliflua é tipo, doce, agradável, legal, ... um modo dificil de falar isso rsrsrs
    Agora...
    Estou pensando em algo radical que fiz...
    Quando eu era pequenininha, eu passei direto a sala da minha vó, desci a toda velocidade a rampa da casa dela e PUF, caí de cara no chão. rsrs Mas acho que nem de coragem precisei...
    Uma coisa que eu precisei de muita coragem para não surtar foi quando minha vó caiu da arvore (sim, ela subiu de escada, ôo véinha fervida <3) e uma poça de sangue foi se formando dela e bateu um desespero.... Graças a Deus deu tudo certo, mas ainda hoje tenho uma agonia de altura... Dentre outros motivos né?
    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ju, tudo bem? :)

    Achei super legal a idéia do post, me fez lembrar daquela frase que diz "Tudo o que precisamos é de 5 minutos de coragem insana!" haha'

    Juro que não me lembro de nenhum ato corajoso nesse momento - oque é realmente triste se eu parar pra pensar... :´( haha' - mas, se lembrar de algo com certeza venho participar viu?!
    Vou adorar também conhecer as histórias de quem for participar *-*

    Beijos! ;*
    Letras Eternas

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ju!
    Olha, eu tenho quatro furos em cada orelha e um no nariz! hahaha
    Só não furo mais a orelha porque a mulher da farmácia diz que agora não tem mais pele, só cartilagem! Eu tenho certeza que na pelinha que sobrou cabe mais um brinco! hahahaha

    Olha, uma coisa que eu acho que eu fiz de mais radical é ter começado a namorar um alemão!
    Namoro com o amor da minha vida há três anos e dois meses na ponte aérea! E eu te digo que foi preciso muita coragem!
    Relacionamentos já são complicados quando nós estamos perto, imagine quando estamos a milhares de quilômetros longe um do outro? No começo foi difícil, eu sofria muito, mas vi que nós dois somos capazes e que Deus às vezes brinca com a gente assim mesmo...colocando a outra metade do nosso coração do outro lado do oceano atlântico! Mas graças a Ele também, o nosso amor segue firme e forte..eu vou pra Alemanha...ele vem pra cá...e nós vamos ficar assim até terminarmos a faculdade.
    É ou não é radical? hahahaha <3

    Beijo :*
    Tamires
    www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  8. Pular de uma torre *-*
    Salvar alguém <3

    Bom eu não considero muitas coisas que eu faço radicais, mas as pessoas julgam como sim, então vai uma pequena lista.

    Aos 15 anos comecei a pintar o cabelo, a primeira cor foi laranja;
    A 4 anos raspo a lateral do cabelo, conhecido coo sidecut;
    Não lembro a quanto tempo, mas tenho um alargador de 6mm, acho pouco demais;
    Estou praticando Slackline e brincando de andar de long;
    Salvei um gatinho de dentro de uma canal de esgoto, metade do meu corpo ficou dentro e metade fora, já que os lindos bombeiros nunca chegavam, mas não achei isso radical, mas sim uma atitude de amor.

    ResponderExcluir
  9. Moça, que post incrível! O jeito que você escreve é muito fofo e seu blog é todo fofo, eu to apaixonada! Diferente de você, fiz meu segundo furo com 13 anos! E agora, com 14, vou fazer minha primeira tatuagem. Ah, qual é, não tem tanto problema né? Hahaha.

    Não me lembro de muitas coisas radicais que já fiz, tenho poucas histórias... Porém me lembro de ano retrasado ter combina com meus amigos de fugirmos da escola, ou seja, antes que o sinal tocasse (minutos antes) correríamos quando o professor estivesse distraído e sairíamos primeiro que os outros alunos. Loucura né? No fim, o professor pegou todo mundo e quase fomos suspensos! Risos! Fora isso, nunca fiz algo mais radical, a não ser salvar um cachorro que estava na porta de sua própria casa pois foi esquecido por sua dona no lado de fora, então, o ajudei <3

    Beijos, Li.
    eililian.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Juju, bem interessante o post. ;-) Radicalizar é sempre bom. Assim, dependendo da situação e da sua vontade (fazer só porque os outros acham que você deve fazer é bobeira), claro hehehe! E exige muita coragem mesmo. Uma vez, eu escutei que coragem é ter medo, mas realizar tal vontade com medo mesmo. Por exemplo, eu morria de vontade de ter uma tatuagem, mas morria de medo de sentir dor. Um dia, eu fui lá e fiz. E a dor que eu tanto temia? Não senti nada nadinha! Acho que radicalizei também! uhul \o/! Acho que é isso. Se quiser, pode usar o meu depoimento! ;-)

    E sério que você pulou de uma torre? Salvou uma pessoa? Conta mais! E adorei o furo na orelha. Confesso que não faço isso por medo e pq to feliz com o meu furinho filho único. :)

    Beijocas,
    Carol
    www.pequenajornalista.com.br

    ResponderExcluir
  11. Nossa, amei esse post!
    E suas atitudes radicais foram suuuper legais! *--*
    Eu tava lendo os comentários e o povo anda "radicalizando" por aí! hahah
    Poxa... eu não lembro de nada que eu tenha feito não :,(
    Mas você e seus leitores me abriram os olhos!
    Beijos, Juju!
    www.no-coracao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Jujuuuuu querida, posso dizer o quanto eu adoro seus posts?
    Acho você muito engraçada. Eu radicalizei com o segundo furo na orelha quando eu tinha 10 anos e a minha mãe que me disse "estamos perto da farmácia. Quer furar?". Radical ela, né? Hahahaha.
    Você pulou de uma torre? Mas era bunge jump?
    Salvou alguém de afogamento e depois quis afogar de novo? Hahaha.

    Sobre o que eu radicalizei, não foi nada do tipo "ai, minha nossa, que menina louca", mas foi um momento de virada, sabe?
    O senhor meu noivo e eu tínhamos um "relacionamento". A gente não mora na mesma cidade, então ele vinha, ficava comigo, ia embora, esquecia que eu existia e só lembrava de mim quando voltava aqui. Eu não gostava da situação, mas era louca por ele, então deixei a situação avançar nesse ritmo.
    Um certo dia eu cansei, falei para ele por msn (uau, que vintage!) que não queria mais e que não era nem para ele falar comigo ou me procurar.
    Meu cabelo estava super comprido, abaixo do cotovelo. Deu a louca, fui no salão 5 minutos depois que "terminei" e cortei o cabelo acima do ombro.
    A deprê até melhorou, me senti como sem 10 quilos nas costas. Fiquei bem mais confiante.
    E o melhor de tudo é que quando ele viu foto, veio falar comigo falando que eu estava lindo e ele com saudades, haha.
    Papo vai, papo vem, a gente foi se acertando com o tempo, namoramos por 4 anos e vamos casar daqui 3 meses.
    *.*
    Será que meu cabelo radicalizado me fez casar? Hahaha.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  13. Aiiiiiiiiiiiiiiiiii que fofo o furinho juju.
    Tenho 3 furos na orelha, já atingi o extremo da rebeldia HAHAHAHA.
    O segundo eu fiz sem minha mãe saber e ela quase me matou, já o terceiro eu fiz junto com ela *-* amo meus furos.

    A coisa mais rebelde que já fiz na vida foi caminhar com meu marido da barra funda até o brás a pé (pra ir na feirinha da madrugada) porque calculamos errado e não tinha mais ônibus e nem metrô. Era de madruga, vimos de tudo, até menino armado, quase morro e nunca mais fiz uma loucura dessas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    www.vodkaescarpin.com.br

    ResponderExcluir

Me conte suas besteiras também!!

Ou conte coisas sérias... ou deixe sua receita de bolo de chocolate ou faça uma piada.. aqui o espaço é seu!! Use com amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...