15/01/2014

Viu, Faz O Que Da Vida? Com Arthur Anderman

Amores!!! O blog voltando com tudo! (apesar de não ser todo dia!)

Quem está sempre por aqui, deve se lembrar de um projetinho especial que eu comecei a fazer sobre profissões. Para quem não sabe, resolvi conversar com pessoas de diversas áreas para entender um pouco mais das suas profissões, sonhos e vocações, realizando entrevistas e postando aqui para vocês.

Há algum tempo eu conheci uma pessoa que trabalha com várias coisas diferentes e eu achei o máximo.

Queria saber como ele se arranjava no meio de tantas atividades e claro compartilhar com vocês. Por isso pedi para que ele fizesse parte do projeto, ele topou na hora!

O nome dele é Arthur Anderman. Ele é jornalista, professor de inglês, ator e já trabalhou como modelo. 

Não é demais!!??

 Achei perfeito postar isso para vocês, pois nos mostra que não precisamos nos engessar em algo único para sempre o resto da vida.

Aproveitem, a entrevista está bem interessante!


Juju - Você é formado em jornalismo, mas também é ator, modelo e professor de inglês. O que aconteceu primeiro na sua vida? E como vieram as outras profissões?

Arthur Anderman - Bom, que pergunta abrangente! Rs. Meu primeiro trabalho foi de modelo aos 16 anos. Fui descoberto por um scouter (olheiros, sabem?) na rua e comecei a investir na carreira, sem nunca abandonar os estudos ou o inglês, língua que eu sempre amei. Estudei inglês dos 08 aos 18 anos na Cultura da Vila Mariana mesmo. Me formei no Colégio Bandeirantes e acabei prestando Direito, por pressão familiar. Logo no primeiro ano, desisti da Faculdade e, como amo escrever e ler, resolvi que deveria estudar Jornalismo. Paralelamente a isso tudo eu vinha trabalhando como modelo. Depois de um certo tempo na área, eu descobri que a carreira de modelo masculino não é tão promissora ou economicamente vantajosa e resolvi me dedicar também ao inglês. Assim, comecei a dar aulas de inglês aos 18 anos de idade, assim que me formei na Cultura (cultura Inglesa - escola de idiomas). Levava as 3 coisas juntas: aulas de inglês, faculdade de jornalismo a noite e trabalhos ocasionais como modelo. No segundo ano de Faculdade, resolvi adicionar um quarto item: me formar ator, um sonho que eu tinha desde criança. Desde que me lembro, sempre quis ser ator. Ingressei na Escola de Atores do Wolf Maya e então eu resolvi parar um pouco de lecionar em escolas e só pegar algumas aulas particulares que se adequassem mais aos meus horários. Me formei jornalista, um ano depois me formei ator. Trabalhei em sites, emissoras de tv e até revistas internacionais, mas ficar o dia inteiro sentado atrás de um computador simplesmente não me atrai. Preciso de movimento. Como ator, emplaquei alguns trabalhos bacanas em teatro, gravei um longa metragem, alguns curtas, comerciais e venho trabalhando assim desde então. A proposta da Cultura Inglesa foi perfeita porque juntou tudo que eu mais amo: movimento e dinamismo, inglês e a possibilidade de dirigir um grupo de teatro! E nesse grupo eu acabei escrevendo a minha própria peça que foi também incrível. Assim, nesse processo, eu me descobri diretor e autor também. 

J - O que te fez optar pela faculdade de jornalismo? O que você esperava dessa faculdade e o que ela realmente é?
AA - Eu escolhi  Jornalismo porque eu amo ler e escrever. Sempre gostei e já tinha até falado quando criança que gostaria de ser escritor! Rs Minha vó me lembra disso sempre que pode! Mas por que não Letras então, certo? Jornalismo não são só veículos impressos, também tem câmeras, o que me conecta a um mundo televisivo onde a formação em televisão me ajudou bastante e vice versa. Além disso, tem toda uma pegada social, pode-se mudar muita coisa e muitos pensamentos com uma matéria de qualidade, além do mero fato de ter obrigação de informar a verdade a toda uma população. Eu entrei esperando me dedicar muito a um jornalismo de moda, sempre fui o diferente da turma. Quase todos os alunos cabiam naquele estereotipo ridículo de calça xadrez, camiseta alternativa, all star vermelho, cabelo enrolado meio sujo, óculos de grau grande alternativo, maconha, vomitando quantos autores de nomes bem complicados leram... Discuti muito na faculdade por causa disso. Fui muito julgado. Muitos achavam que eu não levava a sério, que eu não queria estar ali, que eu queria ser ator e, por isso, era pior do que o resto. Podia até não levar tão a sério, mas eu acho que eu era mais autêntico. Concordo que para ser jornalista não é necessário diploma. Grandes jornalistas que existem nunca fizeram faculdade disso. Muitas celebridades o fazem e são boas. Claro que existem aquelas que são horríveis e envergonham a profissão. Aprendi muita coisa na faculdade, mas não é uma faculdade sem a qual você não pode exercer a profissão, tipo Medicina ou Direito. Se você não fizer a faculdade, você não tem como exercer a profissão. Em relação a Jornalismo isso não é verdade. E não por causa de lei alguma, mas porque isso é um fato. Qualquer um pode pegar uma câmera e fotografar alguma coisa e publicar e isso virar notícia!!! Não desmereço a faculdade, mas como permitir que alunos do PRIMEIRO ANO estagiem??? Antes de trabalhar você tem que aprender o básico. Muitos colegas meus me disseram que a verdadeira faculdade foi o estágio! Enfim, eu sempre estava mais tendendo pra área da moda. Acabei não gostando e não me interessando nem um pouco por isso e amando Jornalismo investigativo, jornalismo policial, Jornalismo que realmente faz diferença e toca as pessoas.

J - Atualmente você consegue se dedicar a todas essas profissões?
AA - Atualmente, eu escrevo peças de teatro, estou também escrevendo um livro, trabalho ocasionalmente como modelo, dou aulas de inglês, dirijo o grupo de teatro e vou começar a fazer um curso de teatro musical.

J- De todas essas áreas, qual faz o seu coração bater mais forte? Por quê?
AA - Gosto de algo que me permita criar. Gosto de poder ser criativo. E todas elas me possibilitam isso. Criar. Mas acho que se tivesse que escolher, eu diria teatro. Sempre amei. Imitava meus avós desde que tinha 5 anos de idade. Mas, se você pensar bem, uma sala de aula nada mais é do que um mini palco.

J - De forma rápida, você poderia falar pelo menos um ponto que você mais gosta e um que você menos gosta de cada uma das suas profissões?
AA - Jornalista - Gosto da possibilidade que temos de mudar essa merda de país e de matérias que realmente tocam a alma / Não gosto da prepotência de muitos jornalistas e das mentiras que muitos inventam e colocam entre aspas só para dar força ao que inventaram
Ator - Gosto do fato de que eu posso ser quem eu quiser, fuga da minha realidade / Não gosto de como o teatro no Brasil é pura panelinha.
Modelo - Gosto do Glamour e da reação das pessoas quando te veem / Não gosto do salário e da ignorância da maioria dos modelos
Professor de inglês - Gosto da interação com os alunos e de fazer um show na aula / Não gosto de alunos que não estão afim de aprender, isso irrita muito!

******

Meninas, esse cara não é o máximo? Gostaria de toda essa energia. 
Vocês gostaram?

Ele também mandou algumas fotos atuando e modelando





                                             





Alguma de vocês sentem vontade de seguir uma dessas profissões? Eu confesso que quando era criança adorava imitar os outros e fazer palhaçadas, todos falavam que eu devia ser atriz, mas depois cresci e virei uma jeca tímida...

10 comentários:
  1. caraca queria um professor de inglês assim >.<
    ele é lindo, e deve ser super talentoso.
    Eu já quiser ser atriz, mas acho que não daria certo, ou não. =D

    garotaadocicada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Juuuuu, você voltou *----* Que saudades. ;D

    Nossa, quanto talento pra uma pessoa só né. Adoreeeeeeeei a entrevista viu Ju, continua fazendo isso, com certeza irá ajudar muito pra quem ainda não decidiu o que fazer da vida. Gostei muito mesmo, parabéns. *----*

    Um grande beijo da Ste.

    Stefany e Ponto
    Fanpage Stefany e Ponto
    Grupo Refúgio de Blogueiros
    Canal no Youtube

    ResponderExcluir
  3. aahhh que tudooo! achei o maximo a entrevista e a disposição dele ne rsrs

    bjs
    http://blogvidinhaminha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que demais essa entrevista. *-* Parabéns!
    Penso em talvez jornalismo... o.O kk
    bjs, viktor.

    ResponderExcluir
  5. Olá Juju.
    Feliz que voltou menina o/
    Olha, que demais eu quero mais de uma mas nem é para tanto assim kkk, duas está bom.
    Parabéns a ele, o tempo deve ser esgotado, já fico louca com três coisas em meu dia-adia imagina 4?
    Parabéns, adorei a entrevista e o que ele falou de ser jornalista e aquela palavrinha, concordo rs.

    Beijos
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Juju, não some maisss!! A gente acha que você voltou e depois percebe que foi ilusão hahahahaha
    Adorei a entrevista, e acho que eu gostaria de ter feito jornalismo hahaha
    Bom, eu sou hoteleira e professora, se um dia quiser saber mais sobre isso, estou à disposição rs
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  7. Realmente uma entrevista muito boa! Tanto as perguntas quanto as respostas foram bem articuladas, e achei interessante ficar por dentro de tantas profissões ao mesmo tempo. Quer dizer, o Arthur é super talentoso, né? Legal conhecer pessoas animadas assim, que se interessam por várias áreas diferentes e não têm medo de mudar quando julgam necessário.

    A propósito, Ju, fiquei muito feliz com sua volta à blogosfera! Sem falar que a aparência do "As Besteiras Que Me Contam" está um amor...

    Beijos ♥ Jeito Único

    ResponderExcluir
  8. Oi gente essa pessoa maravilhosa foi meu professor de teatro e ele dá aula de inglês também na cultura inglesa onde eu estudo, é difícil falar sobre ele pois todos nós amamos ele que tem um monte de fã cheio de carinho. Ver as peças que ele faz é muito legal também e ele é muito engraçado ilario. Ele realmente ama o que faz e aos alunos também e é uma pessoa singular único. Professor eu te adoro você é muito especial para todos nós te amamos continue assim. Ass: Veluma Marcela.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, eu queria ter uma disposição assim. Nenhuma dessas profissões combina comigo, eu acho, mas seria bacana exercer várias (sem esquecer a dedicação).

    E que homem lindo hein? rs

    ResponderExcluir
  10. As aulas de inglês ministradas por ele são únicas! Ele tem muito talento e uma energia positiva contagiante! Parabéns Arthur!

    ResponderExcluir

Me conte suas besteiras também!!

Ou conte coisas sérias... ou deixe sua receita de bolo de chocolate ou faça uma piada.. aqui o espaço é seu!! Use com amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...