10/10/2013

A História de Amor - Versão Cupido

Meninas, vocês ainda não estão vomitando arco iris com todos esses posts (desde antes) falando de casamento, amor e namoro, né?



Hoje eu vou postar a minha história de amor escrita por um amigo muito especial. Conheci ele na faculdade, antes de conhecer o Lê. Ele é muito engraçado, fala várias gírias, é bem doidinho e é uma das pessoas mais inteligentes que eu já conheci. Foi graças ao empurrão dele que eu e o Lê ficamos. Na época eu estava bem apaixonada, mas o Lê nem dava bola pra mim. Segue a versão da nossa história, narrada pelo nosso cupido muito louco. (Escrita um dia depois do casamento).

"Ontem foi top. Muito top. Quem  nem pensa a dificuldade que foi juntar esses dois malucos... então, decidi jogar no ventilador.

Estudei com essa maluca desde o segundo ano da facu, quando passei pro período noturno. Piradinha de tudo, sangue bom demais, mina responsa mesmo. Já o doido eu só conheci no terceiro ano. Sem palavras pra descrever esse gordinho safado, foi parceria logo de cara.

Pois é né, aí a maluca do nada começa a dar umas palas naaaaaada a ver mano. Esquecendo a mochila na sala, umas parada assim. Tava mais avoada que o batman de óculos, e olha que ela já é bem louca por natureza... eis que uma amiga em comum me explica a situação: a maluca tava afim do doido.

Ah vá! Sério?!
Seriíssimo. Tá doidinha.
Viiiiiiish já era, agora a missão é essa. Vô juntar esses malucos nem que seja na base do tapa!

Se eu soubesse o trabalho nem tinha me metido a besta kkkkkkkk. Mentira. Essa missão valeu todos os leva-e-traz no camaleão (bar da facul), na classe, no Sarayevo (balada do primeiro beijo)... primeiro leva:

E aí maluca, diz aí... tu tá afim do doido, não tá não?!
Ai mááá...
Tá sim! Falar "não" é fácil, se tu não tivesse já logo me cortava! Ahhhhhhhh moleeeeeeeeque!
Hihihihihihihihihi
Segura aí que eu vou ali ver qual que é a dele.
Não vai dar na cara!
Relaxa maluca, tudo nosso.

Depois traz:

E aí doido, pega essa: to achando a maluca tá afim de ti!
Tá louco? A maluca? Impossível.
To te falando muleque, a mina tá na tua.
Será?
Porra velho, tá de brincadeira? To te falando mano. E aí, que tu acha?
Ah ela é top né, se rolasse eu ia fácil.
Ahhhhh moleeeeeeeeeque! Peraí que eu vou ali confirmar e já te falo.

Aí leva de novo:

Aí maluca, tá na tua!
Será?
Tenho certeza!
Hihihihihihihihihi
E aí, tu quer pegar ele hoje?
Ai não má, não to com cabeça pra isso hoje...
Ah to ligado, acabou de perder o estágio e pá... mas se liga, vai virar essa fita. Vamô marcar um role?
Vamô!
Demoro, segura aí.

E traz...

Aí doido, certeza. Tá na tua. Mas to achando que hoje não vai virar não mano, ela tá com a cabeça cheia, vamô ter que agilizar alguma outra fita.
Certeza?!
Absoluta mano, pode crer.
E agora?
Esse final de semana vamô pegar uma balada.
Qual?
Sei lá mano, qualquer uma! Vamô na augusta mesmo que é aqui perto, tudo em casa.
Demoro!

Chega o final de semana, um brother sugere a tal da Sarayevo porque dava pra fumar lá dentro no último andar. Abracei fácil, combinamos lá na minha casa todo mundo, o doido e a maluca já todo namorandinho no sofá, foram juntos só os dois no carro do doido pra baladinha... pensei até que já era quando a gente chegou no lugar. Que nada. O doido tava nervosão, parecia que tava indo casar. Aí o jeito foi esquematizar outro leva-e-traz. Aí leva:

E aí maluca, rolou?!
Rolou nada Má, ele tá todo carinhoso mas não me beijou...
Sério?!
Sério...
Peraí que eu vou resolver essa parada.

E traz:

E aí doido, como é que foi?!
Pô, não rolou.
Como assim não rolou?!
Sei lá...
Mano a mina tá ficando no veneno que tu não pegou ela ainda, tu vai perder essa parada! Se agiliza pô!
É mesmo?!
Pô to te falando mano, acabei de falar com ela. Ela tá ficando no veneno.
Beleza beleza, vou fazer isso!

E não deu outra. Vi ele chamando ela de canto, saí de perto... depois de 5 minutos tavam se pegando em frente ao bar! kkkkkkkkk. Muito top. Peguei minha mulher, fui pro meu carro e saí fora com sensação de missão cumprida. Nem avisei ninguém que tava saindo fora pra não estragar a parada. E desde então eles são essa peça aí, esse casal top, inseparável, que já passou por várias barras e superaram juntos, que viraram família desde o primeiro dia, e que eu curto demais.

Mas a missão foi cumprida mesmo, de verdade, ontem de noite. Ver aquele gordinho safado todo arrumado, tremendo tipo vara verde, depois ver a noiva toda produzida entrando com a mãe toda orgulhosa... foi top.

Vocês merecem toda a felicidade do mundo, e apesar de ser um amigo relapso e desnaturado, espero que saibam o quanto eu gosto de vocês. Aproveitem tudo que tiverem pra aproveitar, o tempo passa rápido, daqui há pouco vão ter já uns doidinhos e umas maluquinhas azucrinando a vida de vocês igual vocês azucrinaram a minha. E eu vou chorar de rir.

Parabéns Lelê! Conseguiu essa mina responsa e já logo meteu-lhe o anel no dedo, ahhhh moleeeeeeque!
Parabéns Juju! Esse gordinho vale ouro, moleque sangue bom, de família, responsa.

Um grande abraço aos dois, do seu amigo desnaturado e relapso, mas que considera vocês demais"


Meninas, tem tantaaaa coisa para eu passar para vocês! Mas aos poucos vou colocando aqui... espero que não enjoem!!! Vou intercalando com outras coisas que não são sobre casamento. Juro!
3 comentários:
  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ai que legal! :3 Você deve ter ficado muito feliz quando recebeu esse texto, não? Eu achei bem engraçado, mas a parte final ficou muito fofa! ^^ Sinceramente, já tá quase esgotando o meu arco-íris de tanto que eu já vomitei lendo sobre seu casamento. Eu acho que seria legal você postar logo tudo sobre o casório, porque se não você mata a gente de curiosidade! ò.ó
    Bjo, Sel ;*

    Jovens Gordinhas

    ResponderExcluir
  3. nossa que massaaaa, imaginei a cenda todinha ahahah

    ResponderExcluir

Me conte suas besteiras também!!

Ou conte coisas sérias... ou deixe sua receita de bolo de chocolate ou faça uma piada.. aqui o espaço é seu!! Use com amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...